Search
  • Juliana Correia

Tetralogia Napolitana



Elena Ferrante é o pseudônimo de uma escritora italiana, cuja identidade é mantida em segredo[1]. Especula-se que seja uma tradutora ou até mesmo um homem.

A autora concede poucas entrevistas, todas elas por escrito e intermediadas pelas suas editoras italianas. Nelas, explica que optou pelo anonimato para poder escrever com liberdade, e também para que a recepção de seus livros não seja influenciada por uma imagem pública. Especula-se, com base nas suas obras, que tenha nascido em Nápoles, uma vez que livros como a tetralogia " Série Napolitana", trazem uma descrição detalhada da cidade e de seus costumes. Através de suas obras, é possível perceber que Elena Ferrante apresenta um sólido conhecimento dos autores clássicos gregos e latinos[2].

O escritor italiano Domenico Starnone - que já foi apontado como o autor das obras assinadas por Ferrante - nega as especulações[3]. Em outubro de 2016, o jornalista italianoTommaso Debenedetti publicou um artigo polêmico em que revela que a escritora é, na verdade, uma tradutora chamada Anita Raja. Anita é filha de uma alemã que foi para Itália após do Holocausto. É casada com o escrito Domenico Starnone[4]. Em sua obra, alguns temas são recorrentes, como a infância, a maternidade, o casamento e as relações entre homens e mulheres.